2016 – Ano profético de Neemias

“Ano profético de  Neemias”
Mesmo acompanhando expectativas pouco otimistas, quanto ao crescimento do Brasil,  conforme análise técnicas de economistas e politicos, cujas falas são de aumento do desemprego e inflação alta.

Neste cenário de percas e dificuldades,  nasce um desafio, para líderes, obreiros e membros do Ministério Resgatando Vidas; que é viver em meio ao pessimìsmo a realidade de dias de bênçãos. Portanto,  nasce no coração do Bispo Juarez Saldanha, plantado por Deus a proposta do desafio de viver o ano de 2016,  justamente na direção contrária de todas as estimativas ruins para o País. Nasce o desafio do “Ano Profético de Neemias”, ou seja, as dificuldades, desafios e pensamentos negativos existem, de fato são uma realidade no cenário político e econômico brasileiro, apresentados por veículos de comunicação das grandes mídias.

Assim como foram nos dias Neemias uma realidade de caos, de destruição de sua terra natal onde todos olhavam meneando a cabeça num gesto de negatividade de que tudo estava perdido.  Porém,  na realidade de percas e destruição,  Neemias surge em 444 a.C., 14 anos depois da chegada de Esdras em Jerusalém,  como um homem  que mudaria para sempre toda a história de sua família e terra natal. A essa altura, os judeus já estavam de volta à pátria fazia quase cem anos.  Mas pouco progresso haviam feito além de reconstruir o templo. Na demonstração de fé e  comunhão com Deus,  ele próprio estabeleceu metas que alcançaria o coração do Senhor.

Por meio de jejum e oração conseguiu alcançar as misericórdias de Deus, Neemias porém, com fé em Deus armou e dispôs seus homens estrategicamente e levou a obra adiante sem interrupção de dia e de noite.  E, a despeito de todos os obstáculos, o muro foi terminado em 52 dias. Quase um século e meio depois da destruição em 586 a.C , Jerusalém voltou a ser uma cidade fortificada.

Portanto,  a proposta é que em meio a crise,  tenhamos a semelhança de, trabalho e exemplo do governador Neemias que mesmo diante do cenário negativo, não desanimou mantendo a fé e comunhão, contudo, perseveramos a fim de alcançarmos nossos objetivos. Vivamos um ano de 2016 profético de bênçãos na família,  nos  projetos pessoais,  ministeriais e principalmente no âmbito espiritual.

Deus abençoe e dê forças a todos.

Bispo Juarez Saldanha

Comentários

Comentários